O cenário mais provável envolve um conjunto de fatores que aumentarão, e de forma relevante, o custo da energia elétrica no Brasil em médio e longo prazos.

1°) Tarifas de energia elétrica

Subirão acima da inflação, pois o custo do socorro oficial ao setor elétrico por conta da pandemia, será repassado aos clientes consumidores de energia.

2°) Programa de resposta à demanda

Concebidos nos países desenvolvidos há uma década, para suavizar os picos de demanda e assim evitar aumentos de custos com reflexos nas tarifas, ainda estão longe de serem disponibilizados comercialmente no Brasil

3°) Velocidade da decisão oficial

Não há prazo estabelecido, para que a inadimplência bilionária, que já dura 5 anos, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica seja resolvida. E assim, os consumidores de energia livre continuarão a pagar um custo extra na venda de suas sobras

4°) Privatização

Uma lista de empresas de energia controladas pelo Estado continuarão em suas mãos pois não há prazo estabelecido para sua privatização. Enquanto isso, não há recursos financeiros para que ampliem seus negócios e nem vontade/determinação para que se tornem mais eficientes

5°) Gás natural parcialmente dolarizado

A oferta de gás que vem da Bolívia, tem seu preço designado em USD. A taxa de câmbio subiu fortemente nos último tempos, levando junto os custos da geração térmica

6°) Represas pequenas

A capacidade de armazenamento medida em meses de consumo nacional de energia, das nossas usinas hidrelétricas diminui ao longo do tempo. A volatilidade dos preços spot em médio e longo prazos será mais acentuada

7°) Energia solar mais cara

A escalada do câmbio (USD x R$) encareceu significativamente em R$, o custo de um dos itens mais importantes de um sistema fotovoltaico: o painel solar que é importado.

Neste contexto, como cada empresa/instituição pode/deve montar a sua estratégia para minimizar o seu custo de energia? Valerá a pena explorar as alternativas!


The Brazilian power market’s outlook in 7 questions

The most likely scenario involves a set of factors that will significantly increase the cost of electricity in Brazil in the medium and long terms.

1) Electricity tariffs

They will rise above inflation, as the cost of official assistance to the electricity sector due to the pandemic, will be passed on to energy-consuming customers.

2) Demand response program

Conceived in developed countries a decade ago, to smooth the spikes in demand and thus avoid cost increases with consequences on tariffs, they are still far from being commercially available in Brazil

3) Speed ​​of official decisions

There is no deadline for resolving the official Clearinghouse’s billionaire default, which has already lasted for 5 years. And so, consumers of deregulated power will continue to pay an extra cost when selling their monthly “leftovers”

4) Privatization

A list of state-controlled power companies will remain so as there is no set deadline for their privatization. In the meantime, there are no financial resources to expand their business and no drive to become more efficient.

5) Natural gas

The gas supply from Bolivia is priced in USD. The exchange rate has risen sharply in recent times, escalating costs of thermal generation in the local currency

6) Small dams

The storage capacity, measured in months of national power consumption, of our hydroelectric plants (70% of the power matrix) decreased over time. Therefore the volatility of the spot prices will be more pronounced

7) More expensive solar energy

The escalation of the exchange rate (USD x R$) significantly increased the cost of one of the most important items in a photovoltaic system: the imported solar panel.

In this context, how to set up a strategy to minimize energy cost? It will be worth for companies and institutions explore the alternatives!


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *