A Cesp reverteu o prejuízo reportado no segundo trimestre de 2019 e apresentou lucro de R$ 137,8 milhões neste ano. O resultado ebitda ajustado somou R$ 287,3 milhões, aumento de 31% quando comparado ao ano anterior. A receita operacional líquida fechou o trimestre em R$ 485,5 milhões, alta de 32%.

No acumulado do ano a empresa reporta um lucro de R$ 191,6 milhões ante as perdas de R$ 162,2 milhões nos seis primeiros meses de 2019. O ebitda ajustado ficou em R$ 623,4 milhões, elevação de 140%. A receita operacional liquida fechou junho com R$ 946 milhões, crescimento de 31% ante 2019.

A geração de energia no trimestre somou 966 MW médios, 2% superior ao mesmo período de 2019, quando ficou em 949 MW médios. Esse aumento, explica a empresa, ocorreu devido a fatores sistêmicos ligados à política de despacho praticada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico. No ano a produção também aumento nesse mesmo índice, para 1.036 MW médios.  A crise hídrica na região Sul está demandando mais energia proveniente da região Sudeste, o que contribuiu para que o ONS implementasse uma política de maior despacho para a UHE Porto Primavera, reportou a Cesp.

A dívida liquida da geradora encerrou junho a R$ 1,2 bilhão, 13% menor quando comparado ao mesmo período de 2019.A alavancagem da empresa recuou expressivamente nesse período. O índice medida pela relação entre a dívida líquida e o ebitda ajustado passou de 4x para 1,1x.

 


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *