O ar frio de origem polar já está sobre o oceano, o que facilita a elevação da temperatura no interior do Brasil. A madrugada e o amanhecer ainda são frios nesta segunda-feira, mas a tarde é mais quente em relação ao fim de semana. A passagem do ar polar causou acentuada redução dos níveis de umidade do ar no fim de semana e semana começa muito seca.

Algumas capitais do Centro-Oeste e do Sudeste registraram menos de 20% de umidade no ar. Às 15 horas de ontem, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 17% de umidade relativa em Belo Horizonte, 13% em Campo Grande, 18% em Cuiabá, 19% em Goiânia e 16% em Brasília. No sábado, o nível de umidade no ar baixou para 19% em São Paulo.

Na imagem captada pelo satélite GOES 16 às 11:00Z (8 horas em Brasília), as áreas como Região Sudeste, GO, DF, MS, Paraguai, parte do PR representam as regiões com subsidência de ar mais intensa, o que gera níveis de umidade do ar muito baixos.

Queimadas

A longa sequência de dias secos aumenta o risco de queimadas pelo interior do país Segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), até o dia 12 de agosto, os estados do Pará, Amazonas e Mato Grosso, nesta ordem, já registram mais de 700 focos de incêndio desde mês de agosto.

Os municípios com maior números de focos de fogo, até 12 de agosto, estavam em estados da Região Norte.  A capital de Rondônia, Porto Velho, estava no segundo lugar da lista, com Lábrea, no sul do Amazonas, liderando a lista de maior quantidade de focos em agosto.

Para hoje, há expectativa de pancadas de chuva sobre todas as regiões do Pará, do Amazonas, Tocantins e também no norte de Rondônia podendo chover um pouco em Porto Velho.

MUNICÍPIOS COM MAIOR QUANTIDADE DE FOCOS DE FOGO ATÉ 12/08/2018

MUNICÍPIO FOCOS
LÁBREA (AM) 258
PORTO VELHO (RO) 217
ALTAMIRA (PA) 176
LAGOA DA CONFUSÃO (TO) 137
FORMOSO DO ARAGUAIA (TO) 124
NOVO ARIPUANÃ (AM) 113
NOVO PROGRESSO (PA) 106
NOVA MAMORÉ (RO) 102
COLNIZA (MATO GROSSO) 101
APUÍ (AM) 101
Fonte: INPE

Frente fria à vista

O ar muito seco predomina pelo interior do Brasil neste início de semana, mas vem aí outra frente fria que terá força para chegar ao Sudeste e mudar a circulação de ventos fazendo o ar úmido entrar no interior do continente.

Até a tarde de quarta-feira,  várias áreas do interior de São Paulo, em Minas Gerais, nos estados do Centro-Oeste e no Distrito Federal e pelo interior do Nordeste ainda devem registrar níveis de umidade no ar abaixo dos 20%. A nova frente fria passa pelo Sudeste entre quarta e quinta-feira e semana terminar com elevação de umidade. Pode voltar a chover em Goiás e no Distrito Federal.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.