A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) avisou no Diário Oficial da União (DOU) que publicará nesta quinta-feira, 17, o edital do leilão de transmissão marcado para 28 de junho. O leilão irá contratar concessões para a prestação do serviço público de transmissão de energia elétrica, pelo prazo de 30 anos, incluindo construção, montagem, operação e manutenção das instalações.

O documento estará disponível no site da agência.

A inscrição para participação no leilão será realizada no período de 18 e 19 de junho. A sessão pública do leilão terá início às 9 horas e ocorrerá na sede da B3, em São Paulo (SP).

Na licitação, serão ofertados 20 lotes, que somam 2,6 mil quilômetros de linhas de transmissão, em 16 Estados. A previsão é que os investimentos somem R$ 6 bilhões. O prazo de construção varia de 36 a 60 meses. As obras devem gerar 13.607 empregos.

Nos leilões de transmissão, a Aneel calcula uma Receita Anual Permitida (RAP) máxima, que corresponde à remuneração do empreendedor para administrar as linhas.

Na disputa, vence quem aceita receber o maior desconto sobre essa receita. Para o conjunto de lotes, a RAP será de R$ 1 bilhão.


Para maiores detalhes consultar seção Documentos Leilões, no site Pontoon – Project Finance. Os empreendimentos que fazem parte deste leilão são:

– LOTE 1, composto pelas seguintes instalações no estado de Santa Catarina:
– LT 230 kV Biguaçu-Ratones, C1 e C2, 10 km aéreo, 13 km subaquático e 5,6 km subterrânea;
– SE 230/138 kV Ratones – 2 x 150 MVA.

– LOTE 2, composto pelas seguintes instalações no estado do Rio de Janeiro:
– LT 345 kV Macaé-Lagos, C2, com 17 km;
– SE 345/138 kV Lagos – (9+1Res) x 133 MVA;
– Trechos de LT em 345 kV entre o seccionamento da LT 345 kV COMPERJ-Macaé e a SE Lagos, com 2 x 5 km.

– LOTE 3, composto pelas seguintes instalações nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte:
– LT 500 kV Pacatuba – Jaguaruana II, C1, com 155,03 km;
– LT 500 kV Jaguaruana II – Açu III, C1, com 113,95 km;
– LT 230 kV Jaguaruana II – Mossoró IV, CD, C1 e C2, com 2 x 54,54 km;
– LT 230 kV Jaguaruana II – Russas II, C1, com 32 km;
– LT 230 kV Caraúbas II – Açu III, CD, C1 e C2, com 2 x 65,13 km;
– SE 500/230 kV Jaguaruana II – (6+1 res.) x 250 MVA e Compensador Estático (-150/+300) Mvar;
– SE 500/230/69 kV Pacatuba – 500/230 kV – (6+1R) x 200MVA e 230/69kV – 2 x 200 MVA;
– SE 230/69 kV Caraúbas II – 2 x 100 MVA;
– Trechos de LT em 500 kV entre o seccionamento da LT 500 kV Fortaleza II-Pecém II C1 e a SE Pacatuba, com 2 x 0,5 km.

– LOTE 4, composto pelas seguintes instalações no estado da Paraíba:
– LT 500 kV Campina Grande III – João Pessoa II, C1, com 127 km;
– SE 500/230/69 kV João Pessoa II – 500/230 kV – (3+1R) x 150 MVA e 230/69 kV – 2 x 150 MVA;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Goianinha – Mussuré II e a SE João Pessoa II, com 2 x 0,5 km;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Goianinha – Santa Rita II e a SE João Pessoa II, com 2 x 0,5 km;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Santa Rita II – Mussuré II e a SE João Pessoa II, com 2 x 0,5 km.

– LOTE 5, composto pelas seguintes instalações no estado da Bahia:
– SE 230/69 kV Alagoinhas II – 2 x 100 MVA;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Cicero Dantas – Catu C2 e a SE Alagoinhas II, com 2 x 0,5 km.

– LOTE 6, composto pelas seguintes instalações no estado da Bahia:
– SE 230/69 kV Feira de Santana III – 2 x 150 MVA;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Governador Mangabeira – Camaçari II C2 e a SE Feira de Santana III, com 2 x 54 km.

– LOTE 7, composto pelas seguintes instalações nos estados da Bahia e Sergipe:
– LT 500 kV Porto de Sergipe – Olindina, C1, com 180 km;
– LT 500 kV Olindina – Sapeaçu, C1, com 207 km;
– LT 230 kV Morro do Chapéu II – Irecê, C2 e C3, CD, com 67 km.

– LOTE 8, composto pelas seguintes instalações no estado de Alagoas:
– SE 230/69 kV Santana – 2 x 100 MVA;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Paulo Afonso III – Angelim C1 e a SE Santana, com 2 x 24 km.

– LOTE 9, composto pelas seguintes instalações no estado do Ceará:
– SE 230/69 kV Maracanaú II – 3 x 150 MVA;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Fortaleza II – Cauípe C3 e a SE Maracanaú II, com 2 x 1 km.

– LOTE 10, composto pelas seguintes instalações no estado de São Paulo:
– SE 500/230 kV Lorena – (3+1R) x 400 MVA;
– Trechos de LT em 500 kV entre o seccionamento da LT 500 kV Tijuco Preto – Cachoeira Paulista C2 e a SE Lorena, com 2 x 2 km;
– Trechos de LT em 500 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Aparecida – Santa Cabeça C1 e a SE Lorena, com 2 x 2 km;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Aparecida – Santa Cabeça C2 e a SE Lorena, com 2 x 2 km.

– LOTE 11, composto pelas seguintes instalações no estado de Tocantins:
– SE 500/138 kV Colinas – novo pátio de 138 kV e transformação 500/138 kV com (6+1 res.) x 60 MVA.

– LOTE 12, composto pelas seguintes instalações no estado de Goiás:
– LT 230 kV Edeia – Cachoeira Dourada, C1, com 150 km;
– SE 345/230 kV Pirineus – novo pátio de 345 kV e transformação 345/230 kV com (6+1 res.) x 100 MVA;
– SE Barro Alto 230 kV – Compensador Estático 230 kV – 1 x (-75/+150) Mvar;
– Trechos de LT em 345 kV entre o seccionamento da LT 345 kV Samambaia – Bandeirantes – C2 e a SE Pirineus, com 2 x 2 km.

– LOTE 13, composto pelas seguintes instalações no estado de Goiás:
– SE 230/138 kV Rio Claro – 2 x 100 MVA;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT230 kV Rondonópolis – Rio Verde e a SE Rio Claro, com 2 x 2 km.

– LOTE 14, composto pelas seguintes instalações no estado do Rio Grande do Sul:
– SE 230/69 kV Cruz Alta 2 – 2 x 83 MVA;
– Trechos de LT em 230 kV entre o seccionamento da LT 230 kV Passo Real – Ijuí 2 e a SE Cruz Alta – 2×1 km.

– LOTE 15, composto pelas seguintes instalações no estado do Pará:
– LT 500 kV Tucuruí – Marituba, C1, com 374 km.

– LOTE 16, composto pelas seguintes instalações nos estados do Piauí e Maranhão:
– LT 230kV Ribeiro Gonçalves – Balsas, C2, com 95km.

– LOTE 17, composto pelas seguintes instalações no estado do Piauí:
– LT 230 kV Chapada I – Chapada II, C1, com 12 km;
– LT 230 kV Chapada II – Chapada III, C1, com 18 km;
– SE 230/138 kV Chapada I – novo pátio de 138 kV e transformação 230/138 kV, com 2 x 200 MVA.

– LOTE 18, composto pelas seguintes instalações no estado do Maranhão:
– LT 230 kV Imperatriz – Porto Franco, C2, com 113 km.

– LOTE 19, composto pelas seguintes instalações no estado do Pará:
– LT 500 kV Serra Pelada – Integradora Sossego, CD, com 2 x 66,5 km;
– LT 230 kV Integradora Sossego – Xinguara II, C2, com 72,3 km;
– SE 500/138 kV Serra Pelada – novo pátio de 138 kV e transformação 500/138 kV com (6+1R) x 50 MVA;
– SE 500/230 kV Integradora Sossego – novo pátio de 500 kV e transformação 500/230 kV com (6+1R) x 250 MVA.

– LOTE 20, composto pelas seguintes instalações no estado de Minas Gerais:
– LT 230 kV Janaúba 3 – Jaíba, CD, C1 e C2, com 93 km;
– LT 345 kV Pirapora 2 – Três Marias, C1, com 112,2 km;
– SE 230/138 kV Jaíba – 230/138kV (6+1R) x 33,3 MVA;
– SE 500/230/138 kV Janaúba 3, transformação 500/230 kV, com (6+1R) x 100 MVA.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *