São Paulo, 24/07/2018 – O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, afirmou nesta terça-feira que a campanha tucana vai abrir espaço para os partidos do centrão não apenas na vice, mas também na coordenação de campanha e na elaboração do programa de governo.

Alckmin disse que o ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, continua na coordenação de campanha, mas que ela será feita de forma colegiada. “Outros partidos vão participar do conselho político, do programa de governo, das propostas, na campanha, do governo”.

Como mostrou o Broadcast/Estadão, a reivindicação de maior espaço na campanha é uma das demandas do bloco partidário, formado por DEM, PP, PR, Solidariedade e PRB. Uma das reivindicações é trocar Perillo da coordenação de campanha. Ele é principal adversário do senador Ronaldo Caiado (DEM) em Goiás.

Vice
Apesar de confirmada nos bastidores a negativa do empresário Josué Gomes de ser vice na chapa de Alckmin, o tucano não quis confirmar em público o teor da conversa. “Vice é construção coletiva, gostei quando me indicaram o nome de Josué. Se for ele o nome, ótimo. Se não for, vamos buscar outro”, disse o ex-governador, após participar de encontro promovido pela Amcham em São Paulo. “Josué já está na nossa campanha, se vai ser vice ou não, vamos ver”.


Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.