Brasília, 31/08/2018 – A Advocacia-Geral da União (AGU) vai entrar com pedido na Justiça para reverter a decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), desembargador André Fontes, que suspendeu nesta quinta-feira, 30, a realização do leilão para compra de energia a partir de 2024 (A-6), que estava marcada para esta sexta-feira, 31, às 10h.

Na decisão, o desembargador atendeu ao pedido de liminar da empresa Evolution Power Partners, que não foi habilitada para o leilão pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). A Evolution Power pretendia participar do certame com a usina termelétrica GPE Bahia I, que não foi habilitada por divergências nas informações sobre a operação.

O presidente do TRF-2 justificou ainda que o adiamento não trará prejuízo por se tratar de projetos que ainda serão construídos.


 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.