Compradores de energia – empresas e instituições – estão percebendo que contratar energia é mais complexo do que tinham imaginado – desde sempre!

No Brasil, energia não é commodity. Se fosse, haveria um contrato padronizado, como é o das commodities. E todos estariam submetidos aos mesmos termos e condições. Até mesmo as instituições oficiais como a clearing house.

Também não é um serviço modelado ao gosto do fregues! Há uma pesada burocracia oficial e um conjunto de procedimentos que devem ser seguidos no mês a mês “por todos”.

Quer dizer: temos um sistema “misto”. Devemos sim reconhecer que é mais do que “comprar o menor preço”.

Saber a especificação do que se desejar contratar, as qualificações requeridas do fornecedor e quais as ferramentas de mitigação de riscos a serem incorporadas são parte do “novo jogo”.


A turning point in energy contracting

Energy buyers – companies and institutions – are realizing that contracting power is way more complex than they had ever imagined!

In Brazil, energy is not a commodity. If it were, there would be a standardized contract, such as those for commodities. And everyone would be subject to the same terms and conditions. Even official institutions like the clearinghouse.

It is also not a service modeled to the taste of customers! There is a heavy official bureaucracy and a set of procedures that must be followed every month.

We have a “mixed” system.

Knowing the specification of what to buy, the qualifications required from the supplier and which risk mitigation tools to be incorporated is the “new” name of the game.


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *