Home>Opinião>14 motivos para não ignorar o mercado de energia solar
Opinião

14 motivos para não ignorar o mercado de energia solar

Linkedin |

Acesse a notícia original aqui.

Nós já falamos no nosso blog sobre os benefícios de investir em energia solar e também sobre as principais dúvidas que alguém pode ter a respeito desse tipo de geração de energia. Entretanto, parece que sempre surgem mais e mais questionamentos. Estou aqui para te ajudar a respondê-los, por isso fiz um post com 14 motivos para você não ignorar o mercado de energia solar. Confira!

1. A necessidade global de gerar energia limpa

Dada a grande ameaça do aquecimento global, o Protocolo de Kyoto foi realizado focando na redução da emissão de carbono e também o aumento do percentual de geração de energia limpa. Nesse cenário há um acerto para o aumento gradativo da energia renovável na matriz energética global, o que certamente impactará na redução de seus custos.

2. O alto preço da energia elétrica

A energia elétrica no Brasil é uma das mais caras do planeta, embora tenhamos grande participação de geração hidroelétrica. Nossos custos de transmissão e distribuição de energia são muito altos, somados também a uma carga tributária gigantesca. Por isso, vale muito a pena considerar gerar a sua própria energia e pagar somente a taxa mínima para a concessionária.

3. A previsão de novos aumentos de energia elétrica

Como está anunciado em diversos meios de comunicação, a energia elétrica no Brasil voltará a subir consideravelmente em 2017, muito em função de um repasse as transmissoras de energia, pendentes de um investimento realizado na década passada. Segundo a ANEEL esse repasse durará 10 anos, ou seja, o cenário que se desenha é de um aumento sustentável e constante, ao contrário da energia solar, cujo preço tem caído constantemente.

4. O amadurecimento tecnológico dos sistemas fotovoltaicos

A grande produção de equipamentos fotovoltaicos a nível global, fazem o seu custo de produção despencar. Os projetos que no ano passado custavam mais de R$ 6000 por kW caíram para R$ 4500 o kW, tornando ainda mais viável o investimento.

5. O investimento em novas tecnologias para tornar ainda mais útil a geração de energia própria

Existe uma grande janela tecnológica de aprimoramento dos sistemas de geração distribuída. A nova fase está conectada ao armazenamento da energia gerada e a autonomia das gerações próprias. Num futuro muito próximo além de gerar a energia o consumidor produtor poderá escolher o horário de aproveitamento, gerir sua conta de energia através de segmentação dos horários de consumo e também ter autonomia em relação a concessionária.

6. O custo de implantação da energia solar já é mais baixo que a implantação de usinas termoelétricas

Atualmente implantar uma geração de energia solar é mais barato que implantar uma geração termoelétrica. Isso também irá impactar nas estratégias a nível de geração centralizada. Embora a energia renovável tenha característica de intermitência, sua implantação a nível complementar tornar-se vantajoso.

7. O mercado de energia solar possui pouca mão de obra especializada

O mercado de energia solar no Brasil iniciou a expansão em 2014, fruto do aumento nas contas de energia elétrica de mais de 50%. Nesse período os projetos começaram a se tornar viáveis. No entanto, poucos profissionais trabalhavam na área. Nos últimos 2 anos, muitos profissionais entraram no mercado, mas o crescimento exponencial da geração solar demandará um número muito grande de profissionais capacitados. Estima-se que até 2020 o Brasil tenha 60000 profissionais trabalhando nesse setor.

Ficou curioso para saber os outros 7? Acesse nosso blog e confira os outros sete motivos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *